Jump to content
Sign in to follow this  
Neven

[ Bardo, o andarilho e seu banjo - Cap.1 ]

Recommended Posts

Neven    4

Olá Chaser's! Como vocês estão?

Bem, eu estou fazendo minha primeira fanfic relacionada a GC, e espero que gostem.
Essa história tem ligação com o GrandChase (exclusivamente a Ordem dos Druidas - a ordem do Ryan), e um fanchar que pensei também.

Separador.png.1022318290e6452e17c82e28d70f1c51.png
Capítulo 1: A cidade esquecida

   A muito tempo atrás, existiu uma cidade isolada, onde todas as criaturas mágicas viviam em harmonia entre si; fadas, druidas, elfos, anões e humanos, todos viviam em um mesmo lugar, protegidos pela proteção da Rainha Elleonore, uma fada muito antiga que nasceu muito antes das formações dos grande reino de Calnat. Esta cidade era Ellora.

   Naquele reino, a magia e felicidade dominavam todo o local... mas nem tudo era um mar de rosas. A Ordem do Druidas era formada por guerreiros sacerdotes, que cultuavam a Deusa da Árvore Sagrada, Gaia. A árvore sagrada era uma árvore que nasceu morta, e foi curada pelas próprias lágrimas de Gaia; assim, a árvore era quem produzia a energia mágica usada pelo povo de Ellora. Com a Árvore Sagrada, os Druidas conseguiram desenvolver técnicas e habilidades curativas, de grande poder mágico. Seu líder na época, Aidan, era impetuoso e extremamente radical em relação a posição de Ellora com as outras nações. Aidan tinha medo que as outras nações conseguissem desenvolver tecnologias de guerra, onde poderiam repentinamente invadir a cidade de Ellora e tomar seu território. Por isso, ele sempre desconfiava de pessoas de outras nações. A filosofia da Rainha Elleonore era extramente pacifista, e era contra a retaliação de nações exteriores. Aidan ficou furioso, e começou a conspirar contra a rainha...

   Ele então, planejou a morte de Elleonere e a destruição de Ellora. Sua peça principal era um pequeno membro da ordem, e seu amigo: Auruum. Aidan escondeu de tudo e todos sobre seus planos, e inclusive Auruum.

   Auruum era um menino desajeitado e muito querido entre todos, e que desde pequeno sonhava em se tornar um Druida. Órfão, seus pais morreram num acidente, tentando salvá-lo de uma alcateia de Lobos-roxos, que os atacaram no meio de uma viagem, quando Auruum ainda era um bebê. Ele foi resgatado por Aidan que o criou para torná-lo o melhor da Ordem dos Druidas, e proteger a família real e seu povo. Quando completou 16 anos, ele fez sua primeira missão juntamente com Aidan e seu grupo. A missão era proteger uma pedra mágica que era interligada com a magia da Árvore Sagrada: A Semente da Vida. Mal sabia eles que na verdade não passava de uma grande fachada, e parte do plano de Aidan...

A tragédia inesperada...

   Aidan já sabia que a Semente da Vida na verdade era a fonte do poder da Árvore Sagrada, mas ele não sabia seu paradeiro. Então ele foi se aproximando cada vez mais da rainha, e mostrando os resultados de seus trabalhos juntamente aos seu grupo. Assim, eles se tornaram o esquadrão de defesa pessoal especial da rainha e o melhor grupo de toda Ordem dos Druidas. A rainha inocentemente, envio o grupo de Aidan para proteger a pedra; Ele então levou Auruum, que tinha um grande talento com habilidades de defesa e barreiras mágicas. Ao chegar lá, Auruum e alguns dos membros do grupo de Aidan formaram uma poderosa barreira mágica que selava e escondia qualquer resquício de poder mágico emanado pela pedra, e inclusive todos que estavam lá. Foi então neste momento, Aidan brandiu seu grande machado, e saiu matando todos os membros do seu grupo, um por um. Ele então decidiu acabar com os outros que sobram, inclusive Auruum, utilizando uma grande feitiço de magia rúnica antiga, criada pelos primeiros Druidas da Ordem... e foi aí que aconteceu. A energia acumulada por este feitiço foi tão grande, que ativou uma reação em cadeia na Semente da Vida, causando uma grande explosão.

A jornada do andarilho...

   Antes da explosão acontecer, Auruum conjurou um grande escudo rúnico que protegeu tanto ele quanto alguns outros que se encontravam perto dele. A explosão ocorreu, e mesmo com o forte escudo de Auruum, todos que se encontravam lá foram arremessados para longe, no qual separou o grupo. Sem indícios de sobrevivente, Auruum acorda após 3 dias da explosão, em meio a todo terror e destruição das terras de Ellora, sobrando somente ele e seu banjo que sempre guardava-o em suas costas para tocar com seus amigos da Ordem. Perdido, ele esqueceu de quem era, do que aconteceu, e onde estava, devido a forte queda que deu. Então ele vagou pela floresta para sobreviver, até chegar numa terra longínqua, dominada por humanos. Chegando em uma certa hospedaria, ele caiu de cansaço. A dona da hospedaria, Amaya, se comoveu e o levou para um quarto.

   Amaya então, cuidou do estranho que caiu de cansado na sua sua hospedaria, que se perguntava de onde ele vinha, quem ele é, e porque veio até sua hospedaria. Enquanto ficou desacordado, ela costurou novas roupas, concertou as cordas de seu banjo, e trocava os seus lençóis. Ao acordar, ele ainda não se lembrou de nada, e saiu com seu banjo; Ao descer as escadas, Amaya o encontrou, e chamou para comer. Até então, ele não falava nada, e então comeu sem dizer uma sequer palavra. Após comer, ele pegou seu banjo, e começou a tocar uma música; Amaya olhava-o encantada, e sentia através de sua música suas emoções e seu vazio; e então ela levantou, e o abraçou... e então ela perguntou com voz de choro: "Qual o seu nome?". Então o estranho homem levanta e diz: "Eu não sei...".

   Então, passou-se 7 dias, e o estranho homem durante todos esses dias que se manteve na hospedaria, ele após comer, pegava seu banjo, e tocava uma música, no qual todos que se encontravam na hospedaria, conseguiam sentir suas emoções ao som da sua música. "Eu sei quem você é!" ━ exclamou Amaya para ele, que ficou confuso e virou sua atenção para ela. "Você é... um Bardo". Ele então saiu, e foi para seu quarto; após pegar suas coisas, ele saiu da hospedaria, dizendo para Amaya: "Obrigado por me dar uma luz...". Então ele foi, e vagou pelas florestas... tocando seu banjo.

Separador.png.1022318290e6452e17c82e28d70f1c51.png
Isso é tudo por enquanto, espero que gostem dos próximos capítulos.
Achei que ficou um pouco grande (so sorry kk) Até logo pessoal!

  • Like 1
  • Love 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...